terça-feira, 11 de setembro de 2012

Devil's Day

Talvez este seja o dia mais nítido que tenha na minha memória. Recordo-me perfeitamente deste dia há onze anos atrás e quando eu tinha sete anos. Estava um calor infernal e andava eu a correr de um lado para o outro no terraço da minha casa quando decido ir ver televisão e, no preciso momento em que a ligo, vejo duas torres que me lembro de ter apelidado de gémeas a serem literalmente trespassadas por algo que eu supunha ser um avião. Inicialmente pensei que fosse um filme qualquer, o que não era de todo impossível, mas depois apareceu o apresentador e explicou o que se estava a passar. Recordo-me de não dar grande importância até ver pessoas a correrem desalmadamente pelas ruas, outras a chorarem por outras pessoas que não sabiam se tinham sido engolidas pela nuvem de poeira ou detritos ou se estavam bem e tinham conseguido escapar. Aí senti-me triste e tentei imaginar-me lá. Consegui, mas não consegui imaginar a dor das pessoas. Mais tarde, lembro-me de ter assistido à queda das torres e nesse dia ter tido um pesadelo qualquer onde caía num buraco sem fundo. 
Os dias que se sucederam, recordo-me deles, recordo-me da cerimónia de homenagem onde eu fiz também questão de fazer o minuto de silêncio. Sem dúvida, este acontecimento marcou uma época, a minha e dificilmente será esquecido. 

2 comentários:

  1. Bem, já passaram 11 anos. E se serve de consolo a alguém, o osama está morto. Pelo menos um dos meus inimigos públicos número 1 está morto.
    Gostei do teu texto, escreveste o texto há anos atrás ou enganaste-te com ao dizer 7 anos? xD

    Hoje também escrevi um texto sobre o 11 de setembro, escrevo sobre isso todos os anos, acho que acabo por repetir o que já disse há anos anteriores mas tento actualizar um pouco ou adicionar factos que não sabia antes tanto históricos como familiares. É estranho, mas sinto que eles eram gente minha (como portugueses para mim), porque apesar de nunca me virem a dar um b.i. americano eu sinto-me por parte americana e nenhum governo ou consolado me pode tirar isso.

    ResponderEliminar

"Procura o que escrever, não como escrever." Séneca
Aviso: Não se aceitam comentários que não se relacionem com o post. Obrigada pela compreensão.