sexta-feira, 7 de junho de 2013

This Hurricane Inside

Estou apaixonada pelas tempestades. Pelo som imperativo da chuva que insistentemente cai sobre o solo e inflama o meu gosto pela dança debaixo da chuva. Pelo ribombar dos trovões que iluminam o céu escuro, me dão luz, fazem estremecer a alma que reside em mim e te ilumina o rosto. Pelo vento que afasta o cabelo colado ao rosto e me leva com ele para longe. Seria bom que me agarrasses firmemente quando a minha vontade de manter à distância tem voz e força. 
Estou apaixonada pelo som que reproduzo ao correr pela estrada fora enquanto vejo que estou a ser perseguida. Todos os meus pensamentos incidem em parar, em voltar para trás, não ligar à racionalidade avassaladora que constantemente me diz que tenho de continuar. Não importa nada. Sempre em frente. Nada de olhar para trás. 
Quero dançar novamente mas falta-me a força para parar de correr contra o tempo e contra tudo. Faltam-me as mãos que me puxam, que me fazem girar, que me levantam no ar com força e percorrem a superfície do corpo. Falta-me a vontade, a esperança, a confiança, a alma... a minha e a tua.
Continuo apaixonada pelas tempestades porque depois dela vem um Sol radiante. Continuo à espera desse dia.

4 comentários:

  1. Sabes de quem me lembrei ao ler este texto? Da Nina :)

    ResponderEliminar
  2. Faço das tuas palavras, minhas palavras *.*

    ResponderEliminar
  3. Adorei, e identifiquei-me :)
    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  4. Que texto lindo.

    Também amo a tempestade, e o sol que se esconde atrás dela.

    ResponderEliminar

"Procura o que escrever, não como escrever." Séneca
Aviso: Não se aceitam comentários que não se relacionem com o post. Obrigada pela compreensão.