sábado, 19 de janeiro de 2013

Orgulho

Embora pareça que não, eu sou uma pessoa um tanto envergonhada. Muitos interpretam como orgulho, pelo meu signo ser associado a tal (como se tivesse alguma coisa que ver, enfim) e outros interpretam como não ter vontade de atrapalhar o quotidiano das pessoas. Aposto mais na segunda opção. A verdade é que eu não gosto que façam as coisas por mim, senão se me deparar com elas não me saberei desenvencilhar, pelo que recuso quase sempre ajuda. Podem interpretar isto como orgulho. Eu interpreto como aquisição de conhecimento por exploração. Tudo o que eu sei de computadores, o que deixa muitos admirados, não é por causa de cursos que frequentei. Nunca frequentei nenhum, mas se for preciso, percebo mais que esses. Eu sempre fui de explorar para saber. O mesmo acontece com tudo aquilo que faço. Não peço ajudas, não quero que façam coisas por mim, prefiro ser eu. Confesso que por vezes até que é por orgulho, mas não na maioria das vezes.
Isto para dizer que às vezes nem tudo aquilo que parece é e que por vezes jogamos pelo seguro por alguma razão. Embora muitas vezes não nos acreditemos, o orgulho não é a razão pela qual fazemos as coisas.

P.s Já vi que temos crescido nestes últimos dias e estou muito contente! Amanhã respondo-vos aos comentários!

1 comentário:

  1. Eu sou igualzinha, prefiro ser sempre eu a fazer tudo :)
    Beijinhos :)

    ResponderEliminar

"Procura o que escrever, não como escrever." Séneca
Aviso: Não se aceitam comentários que não se relacionem com o post. Obrigada pela compreensão.